ALGARVE

Thursday, September 23, 2021

5 experiências de bem-estar em Portugal

5 experiências de bem-estar para colocar Portugal no seu radar – Estadão

E aí, beleza?

A pandemia trouxe uma urgência de conhecer tantos lugares e experiências novas, agora que a gente valoriza tão mais o nosso tempo. Mas há lugares que realmente merecem ser descobertos, conhecidos e vividos.

Uma nova pesquisa revela que as pessoas tendem a considerar o bem-estar mental tão importante quanto o físico em um cenário de viagens pós-pandemia. O estudo “Jornada de Retorno” foi realizado pela Collinson, especialista global em fidelização de clientes e experiências dos viajantes, e traz dados inéditos de dois levantamentos feitos pela empresa em 13 países, incluindo um recorte dedicado ao Brasil.

A conscientização da sociedade e a importância da saúde mental aumentaram drasticamente nos últimos anos, e não é diferente quando se trata de viagens. No âmbito global, a pesquisa mostra que, a partir de agora, 73% das pessoas vão priorizar mais seu bem-estar mental quando viajarem do que antes da Covid-19. No Brasil, esse percentual chegou a 90%.

Portugal passou de ‘patinho feio’ dos países da Europa com maiores números de contágio a país exemplo no combate ao coronavírus. Fez lockdown desde o início e renovou os inúmeros Estados de Emergência quantas vezes entendeu necessário. E resultou! Hoje, o país entrou na rota dos mais seguros do mundo, com baixíssimos índices de transmissão, apresentando uma retomada das atividades econômicas de vento em popa.

O país também incentivou o turismo interno, com um mote de “viajar pra fora, cá dentro”, que deixou muitos portugueses e residentes ainda com mais vontade de descobrir o que Portugal tem de bom para oferecer.

Por isso mesmo, listamos cinco experiências de bem-estar para colocar Portugal no seu radar.

Experiência na Quinta dos Vales

The Winemaker Experience, Quinta dos Vales (Lagoa, Algarve)

Que nunca desejou ter o seu próprio blend de vinho de acordo com as suas preferências pessoais que beba primeira taça. Fazer o seu próprio vinho é o mote deste projeto muito especial, concebido para pessoas que têm uma paixão pelo vinho e querem não só colocar o seu nome numa garrafa, mas também tomar todas as decisões no processo de vinificação.

Esta experiência bastante exclusiva pode ser encontrada no Algarve (região Sul de Portugal), mais precisamente na Quinta dos Vales e chama-se The Winemaker Experience. Trata-se de um projeto único que dá a enófilos a possibilidade de possuir uma vinha e produzir vinho ao seu gosto.

A Quinta dos Vales respira arte e é a criação do empresário e artista alemão Karl Heinz Stock, que se apaixonou por Portugal e criou ali um lugar onde as suas duas maiores paixões (o vinho e a arte), andassem de mãos dadas em cores, formas e sabores ousados. Karl Heinz Stock é uma figura à frente do seu tempo, cuja própria experiência viu-o tornar-se enólogo, contando apenas com a orientação de profissionais experientes.

Na experiência, cada participante é orientado por profissionais da Quinta dos Vales, passando por todo o processo de produção de vinho. Desde aprender sobre a várias castas disponíveis na vinha e os passos básicos da produção, até possuir uma vinha e participar no processo de vinificação, numa abordagem completamente prática, a adega oferece uma solução que torna realidade o sonho de cada enófilo: tornar-se enólogo. Estes experts encorajam os “aspirantes a enólogos” a tomarem as rédeas e a fazerem o seu vinho ao seu gosto – com base na mesma informação que os profissionais o fazem.

Há duas modalidades de workshops no The Winemaker Experience:Bottle Blending Workshopdurante o qual os participantes aprendem a arte de criar um blend único com os melhores vinhos de base disponíveis na Quinta dos Vales. No final do workshop, levam para casa uma garrafa do seu próprio vinho e uma amostra de como funciona a vinificação. Já o Barrel Blending Experience, permite aos apreciadores de vinho produzir uma barrica de vinho de 225 litros (que resultará em 288 garrafas) com amostras de vinhos de topo da Quinta dos Vales. Cada participante pode escolher as variedades que prefere para fazer o seu blend, e depois controlará o seu processo de mistura e envelhecimento, que inclui a escolha da origem e idade da barrica, e o tempo de envelhecimento do vinho.

Para os mais ambiciosos, que desejam assumir a vinificação como um desafio a tempo integral, existe a possibilidade de alugar uma vinha – Rent a Vineyard. É uma locação máxima de um ano de uma das parcelas de vinha estabelecidas na propriedade, para uma única vindima, para produzir uma colheita com as uvas resultantes. Os aprendizes viticultores podem acompanhar o crescimento das uvas, participar no período de vindima e acompanhar o vinho em cada passo na adega.

Depois vem a opção mais exclusiva: comprar um terreno na vinha. Este passo transforma a vinificação num hobby exclusivo ou, porque não, numa nova carreira. Ao comprar um lote de vinhas com a opção Own a Vineyard (arrendamento de 99 anos), os investidores podem fazer o seu próprio vinho sem o risco de iniciar um negócio a partir do zero, e a uma fração do preço.

O futuro da Quinta dos Vales reside na combinação de produção de vinho com imobiliário. Para além das casas existentes, Karl Heinz Stock construiu o The Vines, 32 moradias modernas no coração da sua propriedade, disponíveis para locação de férias, casa de férias ou home office.

Rodeada por mais de 20 hectares de vinhas, essa antiga quinta foi transformada numa adega moderna com o seu próprio parque de esculturas. Mantendo o seu charme antigo no exterior, no interior, a adega está equipada com tecnologia e equipamentos modernos de vinificação. Nos edifícios, e espalhados por toda a propriedade, encontramos algumas das mais extraordinárias criações de Karl: gigantescas estátuas coloridas de animais caprichosos e mulheres voluptuosas. Uma coleção espetacular de arte que atrai milhares de visitantes todos os anos e que está à venda na propriedade.

Food Circle (Sublime Comporta)

Food Circle - Experiência Portugal

Não há coisa mais prazerosa que comer – e comer bem! Neste espaço na Comporta, quem sabe faz ao vivo! Aqui, o chef Hélio Gonçalves e sua equipe fazem bonito. Chama-se Food Circle e é uma experiência gastronômica na qual todos os nossos sentidos são colocados à prova de fogo!

No meio de um jardim orgânico encontra-se uma cozinha aberta, rústica, e com vista 360 graus para o Sublime Comporta, um dos hotéis de charme mais incríveis de Portugal. Mais do que um restaurante, trata-se de uma experiência gastronômica aonde o jardim vem literalmente para a mesa, e os ingredientes frescos e sazonais encontram-se com sabores regionais e receitas tradicionais do Alentejo, todos cozinhados com fogo.

Ingredientes frescos e sazonais encontram-se com sabores regionais e receitas tradicionais do Alentejo, todos cozinhados com fogo (Foto: Divulgação)

Todos os pratos são confeccionados na frente dos comensais, utilizando processos artesanais como métodos culinários ancestrais. Cada prato é harmonizado com uma seleção cuidadosa de alguns dos melhores vinhos de Portugal. O Food Circle reafirma a posição do hotel em criar uma oferta diferenciada onde as palavras “orgânico” e “sustentável” podem ser sentidas. O menu muda quase semanalmente, de acordo com o que o jardim dá, e conforme a inspiração do Chef.

Em relação à oferta gastronômica do Sublime Comporta, há outro espaço especial e que merece destaque, tanto pela sua beleza arquitetônica, quanto pela identidade de sabores. O restaurante Sem Porta, cuja cozinha inspira-se nas receitas tradicionais portuguesas, com enfoque nos produtos regionais e produtores locais é um must go!

Tudo no Sublime está em perfeita sintonia com a natureza. Sua decoração rústica e despretensiosa, na qual a madeira reina soberana, representa a fusão perfeita entre a beleza do ambiente natural e a simplicidade arquitetônica. O chef Hélio Gonçalves também utiliza aqui produtos regionais, trabalhando com pescadores e adegas locais, dando prioridade aos produtos frescos e, sempre que possível, orgânicos.

Alma Nómada (Porto Covo)

Almada restaurante Lisboa

Se você acredita que tudo vale a pena quando a alma não é pequena, então vai se surpreender com este restaurante singelo e despretensioso, fora da rota Lisboa-Porto, que tem a “alma nómada” não só no nome, mas também no espírito livre de fazer uma comida simples, descomplicada e saborosa. Ter Alma Nómada é honrar as tradições elevando os seus paladares de origem e cultivando o requinte em cada degustação.

Aqui, a mesa é um dos locais onde se vive os momentos mais inesquecíveis. Um prato de paladar apurado, um vinho à altura e uma boa conversa são, certamente, ingredientes indispensáveis nas suas férias. Este espaço em Porto Covo, na Costa Vicentina – onde se pode encontrar praias lindíssimas da costa Portuguesa, com água cristalina, areia fina e dourada – reabriu recentemente e tem à sua frente o chef Ricardo Leite. Com um percurso profissional louvável, com passagens por restaurantes estrelados de Portugal e do mundo (Loco, Bica do Sapato, Feitoria, Viajante, em Londres…), este jovem chef aposta no sabor, antes de mais, e nos produtos locais e sazonais, que alia a uma técnica perfeita de confecção.

O resultado dessa mistura certeira é a reinvenção do patrimônio gastronômico daquela região, onde sobressai uma comida divinal, de conforto, mas com técnicas de alta gastronomia. Especial também é a adega do restaurante, com boas referências dos melhores e mais exclusivos vinhos de Portugal. Um pequeno luxo para quem busca uma “cozinha de inspiração errante” e em sintonia com a vontade da natureza.

O restaurante integra um espaço de camping e bangalows muito simpático chamado Yelloh! Village Costa do Vizir. É opção de alojamento ideal e econômica para quem quer desfrutar do contato com a natureza e da simplicidade do campo, no coração da cidade e pertinho da praia.

212.2 Ricardo Vila Nova (Lisboa)

Clinica Ricardo Vila (Lisboa)

Esta clínica a portas fechadas, localizada na Avenida da Liberdade, em Lisboa, é onde funciona uma unidade de Cuidados de Cabelo e Recuperação Capilar que merece ser descoberta. Esqueça o conceito de salão de beleza ou clínica de estética. O espaço que parece saído de uma revista de design de interiores não passa despercebido pelo cliente, com todos os seus ambientes, entre pipetas, ampolas e frascos de vidro que parecem ter saído de um laboratório de química.

Na clínica, o ‘Encantador de Cabelos’ (codinome atribuído pela Vogue britânica em 2012) é Ricardo Vila Nova, um português filho de pai carioca, radicado em Londres, que tem um método holístico e sofisticado de diagnóstico e tratamento capilar – um dos únicos profissionais do mundo a fazerem esse tipo de trabalho, trabalho este resultado de anos de estudo e de especialização em tricologia – ramo da dermatologia que avalia e trata os fios de cabelo, o couro cabelo e os pelos.

Ricardo estabeleceu-se em Londres há 10 anos e hoje atende num espaço em nome próprio, no 5º andar da Harrods, onde se encontra a área de tratamentos de cabelo e de beleza desta loja de departamentos que é considerada um templo do luxo mundial.

A experiência tem início com a coleta de alguns fios de cabelo, extraídos pela raiz e de forma simples e indolor; o profissional faz a análise do fio, recorrendo a um microscópio e a um software que capta as diferentes texturas e cores do fio de cabelo. Já é meio caminho andado para um diagnóstico preciso e assertivo sobre os nossos hábitos de consumo, deficiências de vitaminas e/ou proteínas, doenças no couro cabeludo, inclusive – e pasme-se – um pouco da nossa personalidade.

Após o diagnóstico e consulta com o especialista, são indicados os tratamentos adequados – feitos sob medida, com base na análise detalhada do cabelo e do couro cabeludo. A variedade é ampla, desde a utilização de equipamentos de estimulação capilar usando tecnologia a laser, técnicas de microagulhamento, mesohair, dermaroller e aplicação de misturas compostas por óleos essenciais e outros ingredientes naturais e puros. Cada uma das experiências é combinada de maneira a intensificar os melhores resultados para cada caso, com o suporte de uma equipe experiente e dedicada.

O tratamento é estendido ao dia a dia do cliente, que terá formulado uma linha de produtos para uso em casa, que poderá ser constituída por xampus, condicionadores, máscaras e óleos essenciais hidratantes, tudo para potencializar a beleza e a saúde dos fios e do couro cabeludo.

No final, você descobre que o cabelo, sendo um “órgão secundário”, é o reflexo do nosso modo de vida; acumula o stress do dia a dia, a poluição, além de revelar problemas metabólicos e hormonais e acabar por refletir os nossos hábitos (para o bem ou para o mal).

A clínica 212.2 Ricardo Vila Nova atende com hora marcada e além de Lisboa e Londres, Ricardo divide-se um pouco pelo mundo todo, por consultas privadas com clientes exigentes de Nova Iorque, Tokyo, Abu Dhabi e Barein, entre outras cidades.

Restaurante Eleven (Lisboa)

Restaurante Eleven (Lisboa)

Estamos diante de um dos restaurantes mais belos de Lisboa – com uma das melhores vistas da cidade. Some-se a isto um menu autêntico, que celebra os 50 anos de carreira do icônico chef Michelin, Joachim Koerper. A figura paternal de Joachim expressa toda a sua experiência e tempo dedicado na sua aventura pelo mundo da gastronomia, que começou na Alemanha. “Nas 5 décadas seguintes, vivi e cozinhei em vários países, onde me fui formando como cozinheiro e como pessoa. Este menu é uma viagem por esse percurso de vida, com pratos que fui criando nos locais que mais me marcaram. Espero que através deles possam descobrir a minha essência”, emociona-se o alemão Joachim Korper, que diz ser português de alma.

Há influências do Brasil, claro, não só na sua arte da boa mesa, mas também na sua vida pessoal: Joachim é casado com a brasileira e também chef de cozinha, Cintia Koerper. O chef Joachim é bastante reservado, mas perde a timidez quando está com as “mãos na massa” e passa a ser o grande protagonista da sua comida tão genuína, mas também tão elegante, refinada e autoral.

Há, como é de se esperar de um restaurante do nível do Eleven, todo um mise en scène à mesa, com massa-mãe de brioche a fermentar na frente do cliente, pincelada com natas e baunilha; há caldos e reduções que são vertidos dentro dos pratos fundos e abundantes, mas há também amor, dedicação e anos de história. Eis que surge um cofre por entre as mesas… há uma certa tensão e surpresa neste momento. Quando da sua abertura, percebe-se o porquê de uma carreira tão sólida e com um certo toque de Midas: o ouro de Joachim Koerper é um foie gras com ameixa impecavelmente pintado com tinta (comestível) dourada. A vontade que temos é lamber o prato, no final. Encerra-se um capítulo e tem-se início a uma nova era na carreira de Joachim Koerper. Que perdure por mais 50 anos.

Artigo Original: https://emais.estadao.com.br/blogs/e-ai-beleza/5-experiencias-de-bem-estar-para-colocar-portugal-no-seu-radar/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.